top of page

SAÚDE MENTAL NA ERA DAS REDES SOCIAIS

Atualizado: 20 de jan. de 2021

DEPRESSÃO E ANSIEDADE Em um artigo de opinião publicado na revista “The Atlantic”, Jean Twenge, autora do livro “A Epidemia do Narcisismo”, afirmou que o uso exagerado de internet e redes sociais pode ter relação direta com o aumento exponencial de ansiedade e depressão. Em uma pesquisa feita pela Royal Society for Public Health em 2017, onde participaram mais de 1.000 jovens entre 14 e 24 anos, foi constatado que as redes sociais fazem mal ao seu bem estar, mas também serviam positivamente em suas vidas. VÍCIO NAS REDES SOCIAIS De acordo com a pesquisa britânica, o vício em redes sociais afeta pelo menos 5% dos jovens britânicos, chegando a ser maior que do cigarro e álcool. O setor de psicologia da universidade de San Diego identificou algumas frases recorrentes, ditas normalmente por pessoas que sofrem de alguma dependência, como: “Eu sei que não deveria, mas não posso evitar” ou “ter este objeto perto de mim enquanto estou dormindo é um conforto”. No caso, o vício é em redes sociais. SADFISHING É o nome da tendência que está crescendo rapidamente, por expor angústias e problemas pessoais nas redes sociais para atrair likes e comentários, liderada principalmente por celebridades. Normalmente as publicações de sadfishing apresentam uma tristeza mais “glamourizada”. No Instagram, a tendência é manifestada por fotos tristes porém agradáveis. Tons frios e belezas melancólicas. Alguns estudos apontam que Sadfishing ajuda a descredibilizar sofrimentos reais. Enquanto pessoas exageram ou até mesmo fingem problemas, existem pessoas que, de fato, sofrem de com distúrbios de saúde mental. Para essas pessoas, a popularização do sadfishing é bem prejudicial. A agência Digital Awareness UK (DAUK) revelou que crianças e jovens que estão realmente buscando apoio em redes sociais estão sendo ignoradas e até mesmo sendo xingadas com comentários agressivos, o que é um agravante para sua condição da saúde mental. Após ouvir cerca de 50 mil estudantes de 11 a 16 anos, a DAUK percebeu que os jovens geralmente ficam decepcionados quando não obtêm o suporte de que precisam nas redes sociais. Instagram como a rede social mais nociva Com mais de um bilhão de contas cadastradas, o Instagram é uma das sociais mais usadas do mundo, e de acordo com o estudo da instituição Royal Society For Public Health, a mais prejudicial à saúde mental de seus usuários. Mas o Instagram não é o único, Snapchat, Facebook, Twitter e YouTube, nas respectivas ordens. INSTAGRAM SEM LIKES Em julho de 2019 o Instagram tirou as visualizações das curtidas. Segundo a empresa, o fim das curtidas no Instagram tem como objetivo fazer com que os seguidores dos perfis se concentrem nos conteúdos publicados e não no número de curtidas que receberam. Querendo ou não, os likes eram uma forma de medir a popularidade de uma pessoa. COMO USAR REDES SOCIAIS DE FORMA MAIS SAUDÁVEL? 1- DESATIVAR ALERTAS SONOROS E VISUAIS Com um simples passo, você pode reduzir a ansiedade de querer ficar checando o aplicativo toda hora. Quem dá essa dica é o médico Cristiano Nabuco, coordenador do Grupo Dependência em Tecnologia do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo. 2 - Monitorar o tempo de uso Em Agosto de 2018 o Facebook e Instagram implantaram um sistema de monitoramento de uso de suas redes sociais, também existe um recurso que você coloca um limite de tempo para usar a rede social, assim que o limite for atingido, o usuário é informado. Em alguns celulares, existe registro de atividades (por aplicativo) de quantas horas foram passadas em cada uma na semana. 3- Atividades sem telefone Procure fazer alguma atividade onde não seja possível usar celular, uma atividade física, por exemplo. Ou lugares que o celular não são tão bem vindos, como aulas de yoga, meditação, cinema, teatros e etc. 4 - Dormir sem o celular Se a vontade de espiar o celular enquanto não pega no sono é inevitável, melhor deixar o celular em outro cômodo. Mas você desperta com o celular, certo? Acho que está na hora de comprar uma outra alternativa de despertador. E ai, você é um viciado em redes sociais? Ou sentiu o impacto do Instagram sem likes? Conta pra gente aqui nos comentários.

October 7, 2019

redes sociais, sadfishing, instagram, saúde mental, psicologia


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

5 ETAPAS PARA FAZER UM BOM PLANEJAMENTO DE INFLUENCER MARKETING Toda atividade de marketing irá exigir um planejamento de ações para que possamos gerar resultados mensuráveis e reais para qualquer ne

Se você é um leitor assíduo do nosso blog, sabe que no artigo anterior conversamos um pouco sobre as ferramentas de áudio que mais utilizam, e você pode conferir aqui. Quem produz vídeos sabe da impor

  • Ícone do Instagram Branco
  • Ícone do Youtube Branco
bottom of page